Carnes, vampiro e a inusitada ligação entre dentista e futebol no … – Folha de Pernambuco


O FolhaMais deste fim de semana (27 e 28) vem recheadinho para você. Confira as reportagens que você vai encontrar na sua revista de fim de semana:

O Zoom mostra livros com pequenos pedaços perdidos do passado de pessoas que nunca se viram e acabam se interligando, recriando novas histórias. Vamos descobrir esses novos enredos da vida real, mas que parecem um romance ficção. E ainda uma reportagem sobre um cotidiano de jogos de azar que ocorre em vários pontos do Recife, com todo tipo de apostas. Jogo do bicho, rinha de galo, baralhos e dominós pelas praças.

Em Panorama, reportagem desvenda as manobras contra e a favor da manutenção de Michel Temer na Presidência da República, além da análise do tempo dos processos no Tribunal Superior Eleitoral.

Mercado mostra startups pernambucanas que desenvolvem aplicativos com cunho social, mas que trazem lucros financeiros. É o caso do App “Mete a colher”, quer ajuda mulheres a saírem de relacionamentos abusivos, e o “Ensina Aí”, que oferece serviço de mentoria aos estudantes.

Empresários pernambucanos do ramo de cafeteria mostram que a união faz a força. Eles criaram o Recife Café já faz dois anos e agora começam a colher os frutos do trabalho em colaboração. Atuando num ramo extremamente competitivo, o grupo já é composto por 25 estabelecimentos.

O caderno de Esportes mostra a relação entre o futebol e a odontologia. Parece inusitado, mas é curioso saber que 118 extrações dentárias foram feitas na seleção de 1958, antes do embarque para a Suécia. Você vai entender a função da odontologia esportiva e as consequências que a falta de tratamento podem gerar.

O caderno Arte traz uma reportagem especial sobre os 120 anos do personagem Drácula de Bram Stoker e a notoriedade que essa figura ganhou nas artes desde então, com suas múltiplas representações.

Sabores vem recheado de carne. Qual o melhor ponto? Aprenda a identificar as diferenças entre selado, ao ponto, bem e mal passado. Descubra também a relação entre alimentação e enxaqueca.



Source link

nota-de-esclarecimento-cro.jpg

Diretoria do CRO-MS suspende segundo turno das eleições da … – Portal do Jornal A Crítica de Campo Grande/MS


O segundo turno das eleições do Conselho Regional de Odontologia (CRO-MS), marcado para o próximo dia 31 deste mês, foi suspenso por determinação da Diretoria Provisória.

Confira a nota de esclarecimento

NOTA DE ESCLARECIMENTO

SUSPENSÃO 2º TURNO CRO/MS

A Diretoria Provisória do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso do Sul, nomeada pela Decisão nº 17/2017 do Conselho Federal de Odontologia, no uso de suas atribuições legais e regimentais, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos quanto à suspensão momentânea do segundo turno das eleições:

1) A decisão da Diretoria em suspender momentaneamente a realização do segundo turno, se fez necessária para evitar prejuízos de ordem econômica e administrativa a este Conselho, em decorrência de inúmeras divergências surgidas no decorrer das últimas semanas, dentre elas greve dos correios, discordância entre as chapas e sugestões para a validação dos votos sem amparo na legislação. Tais fatos foram imediatamente comunicados ao MM Juiz da 1ª Vara Federal, responsável pela decisão prévia que concede uma liminar a pedido da Chapa 2  para que houvesse a realização do segundo turno.
 

2) Para evitar alegações infundadas, ratifica este Conselho que a decisão de n. 01/2017 visou apenas a SUSPENSÃO MOMENTÂNEA do pleito e não seu CANCELAMENTO. Conveniente aqui destacar que a decisão, devidamente fundamentada, fora aprovada de maneira unânime na Plenária Extraordinária, tendo esta Diretoria a cautela de informar ao MM Juiz da 1ª Vara Federal acerca de suas deliberações.

3) Já visando a realização do segundo turno sem novas intercorrências, e conclusivo, esta Diretoria formulou consulta junto ao Conselho Federal de Odontologia visando esclarecer quanto às regras a serem aplicadas na realização do pleito (2º Turno), ante a discordância entre as chapas 1 e 2 quanto às propostas efetuadas pela Comissão Eleitoral, até então, condutora isenta e autônoma do processo.
 

4) Destaca-se que a divergência quanto a necessidade de firma reconhecida no voto por correspondência, apenas surgiu após a reunião da Comissão Eleitoral com as Chapas 1 e 2 ocorrida em 28 de abril 2017, quando todo o material solicitado pela referida Comissão já havia sido produzido e impresso, o que impôs a necessidade de alteração do Edital nº 03/2017 de Chamamento das Eleições de Segundo Turno, além das alterações no material produzido a serem enviados;
 

5) Ante as novas exigências apresentadas quanto ao voto por correspondência, uma das Chapas interpôs recurso a Comissão Eleitoral e a esta Diretoria, a qual oficiou ao Conselho Federal de Odontologia, como já mencionado no item 3, questionando a norma e exigências a serem aplicadas, de modo a auxiliar este Conselho e a Comissão Eleitoral no pleito eleitoral (2.º Turno)
 

6) Devido às divergências foram realizadas reuniões pela Comissão Eleitoral com ambas as Chapas na tentativa de composição que pudesse permitir o prosseguimento das eleições sem intercorrências. Contudo, como já mencionado, sem um acordo e/ou definição. Além disso, no dia 22 de maio de 2017 foi protocolado por uma das chapas pedido de esclarecimento à Comissão Eleitoral quanto aos procedimentos e exigências a serem adotados no Voto por Correspondência, o qual ficou sem resposta ante a Renuncia do Presidente da Comissão Eleitoral e de mais um de seus membros, ocorrida no mesmo dia.
 

7) Tal questionamento em conjunto com os demais pontos mencionados, contribuiu sobremaneira com a impossibilidade de envio de correspondências para voto e de realização do segundo turno no dia 31 de maio de 2017, tornando-se correta e necessária a decisão de suspensão por esta Diretoria Provisória.
 

8) Ao CRO/MS cabia produzir o material eleitoral, o que foi providenciado em tempo hábil, tendo a Comissão Eleitoral, posteriormente, apresentado novas exigências as quais, como se pode observar, até o momento não foram dirimidas, o que dificultou o efetivo envio do material com a mudanças pertinentes;
 

9) Como informado, cabia ao CRO/MS o envio do material eleitoral aos Odontólogos, o que não foi providenciado de fato por três motivos:

A ) Greve dos Correios, ocorrida entre meados de abril e maio de 2017;

B) Alteração da regra eleitoral (em um mesmo Processo) posterior à produção do material gráfico, que retardou mais o processo;

C) Falta de definição das exigências em tempo hábil para a adequação e envio do material para a realização da eleição no dia 31 de maio de 2017, bem como orientação aos profissionais das exigências de como votar por correspondência.
 

10) Imperioso destacar que as renuncias dos membros da Comissão Eleitoral se deram de forma gradativa e por motivos distintos, cujos pedidos foram acatados, obrigando esta Diretoria a indicar, aprovar e nomear novos nomes para constituição de nova Comissão Eleitoral.
 

11) A Diretoria Provisória do CRO/MS ressalta que respeitou e continuará a respeitar todo e qualquer membro de suas comissões, destacando, que todos, indistintamente, trabalham voluntariamente, não somente a Comissão Eleitoral.
 

12) Por precaução e para o bem coletivo de toda a classe odontológica, essa Diretoria Provisória já está adotando as medidas legais cabíveis e adequadas para esclarecimento das regras a serem seguidas, para dar continuidade ao processo com a nomeação e posse de uma nova Comissão Eleitoral e seguir com o processo, precavendo-se de novas intercorrências administrativas e judiciais.

Diante dos fatos apresentados, reafirmamos nosso único e exclusivo compromisso com a Classe Odontológica, motivo pelo qual todas as decisões deste Conselho foram e sempre serão pautadas no decoro, imparcialidade e respeito aos interesses coletivos da classe em detrimento de interesses pessoais e políticos.

DIANTE DO EXPOSTO, COMUNICAMOS A SUSPENSÃO DAS ELEIÇÕES NO DIA 31 DE MAIO DE 2017, PELO QUE SOLICITAMOS QUE NÃO COMPAREÇAM AS SEDES DE VOTAÇÃO, BEM COMO NÃO ENVIEM OS VOTOS POR CORRESPONDÊNCIA.

Manifestamos nosso respeito às críticas e opiniões de cada Odontólogo pois entendemos que o momento é de instabilidade, contudo, vimos publicamente pedir moderação para que não ocorram ofensas pessoais aos membros das chapas concorrentes e desta Diretoria. 

Agradecemos as manifestações de apoio e solidariedade recebidas o que nos motiva a honrar cada vez mais a missão que nos foi dada de conduzir o Conselho temporariamente e fazer a transição para a Chapa vencedora.

Colocamos à disposição nosso canal de comunicação para esclarecer qualquer dúvida que surgir relativa ao processo eleitoral ou qualquer outra situação: www.croms.org.br/ouvidoria.php.

 


Veja Também Comentários



Source link

a6e48778d7d460249ab86cb0fcbd0d19

A trajetória de sucesso de um dentista que virou dono de “império … – Yahoo Noticias Brasil


Quando Robinson Shiba estava cursando a faculdade de Odontologia ele tinha uma certeza: queria empreender. O exemplo veio de casa. Seu pai também era dentista e tinha uma loja de materiais de construção. Mal sabia ele que seria o presidente do Grupo TrendFood, resultado da fusão do China in Box e do Gendai, com restaurantes presentes em 22 Estados brasileiros, e ainda participaria do time de investidores do programa “Shark Tank — Negociando com Tubarões”, da Sony.

Shiba conta que optou pela Odontologia também pela influência do pai. “É um ato comum nas famílias japonesas os filhos sucederem o negócio dos pais. Estava relativamente traçado para mim ter o consultório e a loja de construção. Mas meu pai nunca me obrigou nada”, contou em entrevista ao Yahoo.

Ainda na faculdade, Shiba foi para os Estados Unidos estudar inglês e acabou começando a trabalhar em um restaurante para se sustentar e não depender da ajuda do pai. “Acho que essa ensinamento da independência financeira e da autonomia foi a melhor coisa que o intercâmbio trouxe para mim. Trabalhava na cozinha de um restaurante e fazia de um tudo: entregava, lavava, só não cheguei a cozinhar. Foi graças a essa passagem por lá que notei o quanto era importante a equipe dentro da operação de uma cozinha”, conta.

Shiba notou que nos Estados Unidos havia um consumo elevado de comida chinesa em caixinha e que, no Brasil, ainda não existia nada daquele tipo, o que fez com que ele já voltasse da viagem com a ideia de empreendimento em mente.

De volta ao Brasil, ele terminou a faculdade e ainda atuou como dentista por dois anos. “Minha mãe faleceu, eu me casei e depois veio o plano Collor. Então, tudo isso fez com que eu adiasse meus planos de montar o negócio. Mas foi bom, pois deu tempo de levantar dados, fazer pesquisas e encontrar diferenciais competitivos que implantamos desde a primeira loja”, conta.

O pai de Shiba o apoiou 100% na ideia e chegou a vender um apartamento por um terço do preço para levantar capital para investir no negócio do filho. Em 1992, foi inaugurada a primeira loja do China in Box, em Moema, na zona sul de São Paulo. “Desde o início o layout da loja já foi montado para ser um delivery. Tinha cozinha operacional, embalagens, comunicação, tudo já voltado para entrega a domicílio”, diz.

Depois de um ano de operação, ele conseguiu recursos provenientes da primeira loja para montar uma segunda. “Claro que no começo aconteceram coisas engraçadas. Já teve gente que entrou lá confundindo o restaurante com uma loja de box para banheiro, mas as pessoas logo entenderam que era um delivery”, fala.

O principal desafio, segundo ele, foi o fato de ninguém da família ter trabalhado no ramo alimentício. “Como não tinha essa experiência prévia, nós cometemos alguns erros, mas aprendemos muito com eles. Apanhamos um pouco para escolher os fornecedores de insumos, equipamentos, pois não tínhamos muito know how. Na segunda loja foi mais fácil”, fala.

Por isso, uma das dicas de Shiba para quem quer empreender é buscar ajuda para esses conhecimentos específicos. “Se a pessoa quiser investir em um negócio que seja uma franquia, que já tem tudo desenvolvido, recomendo que passe seis meses da vida trabalhando em algo do setor. Busque emprego, trabalhe por um salário-mínimo para entender como funciona o mercado e pegue dicas que serão valiosas”, conta.

Dois anos e meio depois da inauguração da primeira loja, Shiba aderiu ao modelo de franchising e se filiou à ABF (Associação Brasileira de Franchising). Na primeira feira que o China in Box participou, ele vendeu 35 lojas. “Só fui atrás desse negócio, pois os próprios consumidores perguntavam. Então formatei o negócio e fui para a feira. Foi um crescimento bem rápido e precisei fazer muitas coisas sozinho, pois não tinha uma equipe montada, acho que se já tivesse desde então, teria cometido menos erros”, conta.

Hoje, como presidente, Shiba se vê atuando mais como um conselheiro dentro da empresa. “Hoje, conto com departamentos e equipes grandes para dar apoio aos franqueados, tem gente para lidar com marketing, financeiro. Ainda sou presidente, mas, na prática, atuo como conselheiro e tenho mais tempo para outros projetos paralelos, como a participação no Shark Tank”, fala.

O presidente do Grupo TrendFood vê coisas positivas para quem precisa empreender em um cenário de crise, como ele mesmo o fez quando abriu a primeira loja do China in Box. “Investir fica mais barato. O aluguel do imóvel cai de preço, fica mais fácil negociar com os fornecedores. Foi o que aconteceu comigo em 92. O Collor tinha sofrido impeachment e a crise política e econômica era bem similar com a de hoje”, conta.

Outra dica importante é conhecer bem o setor em que vai atuar para cometer o mínimo de erros possíveis. “Mas também é preciso ter em mente que você vai errar. Tem que trabalhar as frustrações, ser resiliente… Eu cometo erros até hoje, mesmo tendo passado 25 anos. É preciso ser persistente e não começar um negócio sem capital de giro que suporte seis meses da operação”, fala.

Já quem quer apostar no mercado alimentício, Shiba recomenda que é preciso pensar bem. “Nesse ramo se trabalha muito, principalmente nos fins de semana e nos feriados. Ou seja, enquanto a maioria se diverte, é quando você mais fatura e trabalha. Por isso, é preciso ter certeza que quer isso”, diz.



Source link

Caixa Seguradora Odonto Apresenta Resultados Obtidos Com O … – Portal Nacional de Seguros


Programa foi desenvolvido pela ANS em parceria com operadoras de planos odontológicos, prestadores de serviços e representantes da área acadêmica

A Caixa Seguradora Odonto apresentou recentemente uma prévia dos resultados obtidos com o Projeto Sorrir, desenvolvido pela ANS (Agência Nacional da Saúde Suplementar). A operadora de planos odontológicos comprovou o bom desempenho na aplicação dos protocolos e garantiu bons resultados, aliada à qualidade no atendimento aos beneficiários e a melhoria na remuneração dos prestadores participantes.

O projeto, que terá nove meses de duração, é realizado em parceria com operadoras de planos odontológicos, prestadores de serviços e representantes da área acadêmica. A iniciativa propõe aperfeiçoar o atendimento aos beneficiários de planos odontológicos, valorizar as boas práticas dos prestadores de serviço e tornar mais eficiente a gestão das operadoras odontológicas, por meio de um novo modelo baseado em odontologia de qualidade com evidência científica

De acordo com Rosane Menezes Faria, dentista da Caixa Seguradora Odonto e profissional responsável pela apresentação dos resultados obtidos pela operadora nesses primeiros meses de implementação, o modelo teve como destaque o reajuste progressivo conforme o desempenho do prestador e a elaboração de um manual com as orientações sobre o projeto. “O incentivo fez com que obtivéssemos diminuição na maioria dos procedimentos acordados com os prestadores, colaborando para mudanças no paradigma com relação a atuação do dentista no universo odontológico”, afirma.

Radiologia e cirurgias foram as áreas abarcadas. Em ambos os campos, 100% dos procedimentos seguiram os protocolos, que são validados por acadêmicos parceiros, propostos pela companhia. “Em se tratando especificamente da radiologia, tanto no resultado da adesão quanto comparado com a base total de dentistas, houve uma redução média de 25%. É um resultado extremamente representativo para nós”, pontua Rosane, da Caixa Seguradora Odonto.

A especialista ainda destaca que o projeto trará diversos benefícios para o setor de planos odontológicos como um todo. “Essa união entre os agentes do segmento é uma iniciativa fundamental para melhorar a qualidade dos tratamentos, trazer uma maior eficiência nos processos e custos e, consequentemente, garantir melhores rendimentos para os profissionais. Ganham as operadoras, os prestadores e, sobretudo, os pacientes”.

Sobre a CAIXA SEGURADORA ODONTO

A Caixa Seguradora Odonto é uma das maiores operadoras de planos odontológicos do Brasil. Com mais de 20 anos de experiência no segmento, a empresa oferece diversas opções de planos individuais e corporativos. Atualmente, a Caixa Seguradora Odonto conta com 550 mil beneficiários, 7.500 pontos de atendimento e mais de 25 mil opções de atendimento em todo o Brasil. A empresa faz parte da Caixa Seguradora, uma união bem sucedida entre duas instituições: a CNP Assurances, líder do mercado francês em seguros de pessoas, e a Caixa Econômica Federal.

www.odontoempresas.com.br



Source link

4184-udcccccccc.jpg

Odontologia UDC: um dos Cursos mais procurados no país – 100 Fronteiras (liberação de imprensa)


Odontologia UDC: um dos Cursos mais procurados no país disponível em Foz

 

Centro Universitário UDC abre nova turma para Odontologia. Novas vagas também nos mais de 50 Cursos presenciais e a distância no Vestibular de Inverno 2017

 

O Curso de Odontologia é um dos mais procurados em todo o país e muitos jovens de Foz do Iguaçu deixavam a cidade para realizá-lo em outros centros. Com a abertura do Curso no Centro Universitário UDC no início deste ano, a realidade hoje é outra.

 

“O Curso de Odontologia contribui para a ampliação das oportunidades de acesso à formação superior, em área cuja atual oferta não é capaz de absorver as demandas da sociedade e do mercado de trabalho”, enfatiza o Coordenador do Curso,

 

Professor Mestre Shigueru Kaminagakura.

 

Para sanar essa deficiência de profissionais no mercado, o Centro Universitário UDC abriu edital para uma nova turma de Odontologia em 2017. As inscrições para o Vestibular de Inverno 2017 estão abertas e podem ser feitas pelo site da UDC e também nas Secretarias do Centro Universitário UDC Centro, Vila A, UDC Monjolo e UDC Medianeira. Além de Odonto, a instituição oferece mais de 50 opções de Cursos Superiores nas modalidades presencial e a distância. A realização das provas será na sede da Instituição de escolha do candidato no ato da inscrição, no dia 03 de junho de 2017 com início às 14h. Os portões serão abertos às 13h30 e fechados as 13h55.

 

1º Curso de Odontologia em Foz é cenário da realização de sonhos

A 1ª turma de Odontologia de Foz do Iguaçu é formada por universitários de todos os estilos. Os estudantes vão desde jovens com 17 anos que sempre quiseram cursar Odonto, até profissionais maduros e bem sucedidos que decidiram dar uma guinada na vida e mudar de profissão.

 

Voltando para casa – Ana Beatriz Souza Lima terminou o ensino médio em 2013 e foi para Maringá fazer a faculdade de Odontologia porque em Foz do Iguaçu não havia o Curso. “Morei fora durante 2 anos e voltei para cá quando a UDC ofereceu essa oportunidade. Decidi tomar essa decisão, por aqui ser a cidade onde eu sempre vivi, perto dos meus pais, a faculdade que meu irmão se formou e que a minha irmã estuda”.

 

Realização de um sonho – O Advogado Gilberto Carboni Begotto decidiu por uma reviravolta em sua vida. Formou-se em Direito há 10 anos e atua nesta área, mas o desejo de mudar fala mais alto. “Minha esposa é dentista, eu comecei a acompanhar e auxiliá-la nos procedimentos odontológicos. Com isso fui tomando gosto pela odontologia. Ao decidir mudar, ela me incentivou. Quando a UDC abriu essa oportunidade, de fazer o curso e não precisar abandonar o meu trabalho, pois o curso é noturno, deu certinho. Consegui adequar meu desejo com a minha profissão atual. Quando terminar vou mudar de área, vou deixar a advocacia e assumir a odontologia”.

 

Segundo o Vice-Reitor do Centro Universitário UDC, Doutor Acir Amilto do Prado, essa homogeneidade na classe acrescenta ainda mais ao Curso que promete ser um dos melhores do Paraná. “Muito bom trabalhar com uma turma tão eclética. São com certeza, estudantes que vão abrilhantar o nosso Curso. É importante salientar que esse é um Curso bem puxado. Profissionais de Odontologia atendem aos pacientes, é um trabalho na área da saúde, não tem como ser diferente”.

 

OLHO – As inscrições vão até o dia 31/05/2017 na internet – www.udc.edu.br e até o dia 01/06/2017 – nas secretarias da instituição.

 

Assessoria



Source link