img-gaz-sociais.jpg

Grupo Qualidade em Saúde realiza ação preventiva para terceira … – GAZ


Sempre ouvimos dizer que prevenir é melhor que remediar. E quando o assunto é saúde bucal, não é diferente. Pensando nisso, o Grupo Nacional Qualidade em Saúde (QS), integrado pelas clínicas santa-cruzenses Dettenborn Odontologia, Müller Odontologia e Sorriso & Saúde, vai promover uma ação preventiva junto aos idosos atendidos na Associação de Auxílio aos Necessitados (ASAN). O evento Compartilhe Sorrisos acontece nesta quinta-feira, dia 27 de abril, das 9h30 às 11 horas, com palestra de orientação, avaliação, entrega de donativos e distribuição de kits de higiene bucal.

Durante o evento, além das ações preventivas focadas na melhoria da qualidade de vida na terceira idade, serão realizadas atividades interativas, como desfile de modas e maquiagem. “O objetivo é proporcionar momentos agradáveis de convivência, aliando informação, prevenção e bem-estar”, destaca o cirurgião-dentista, Laércio Peliano Dias. A iniciativa tem apoio da Faculdade Dom Alberto, por intermédio dos acadêmicos do curso Técnico em Enfermagem; da diretora de Vendas Independente Mary Kay, Carine Andrade, com oferecimento de maquiagem; e suporte da enfermeira Loiva Lima, da Bem Estar Clínica Geriátrica; e do Studio FW, com atividades de fisioterapia.

CAMPANHA

Mensalmente, o Grupo QS promove campanhas nacionais focadas na prevenção. Em abril, a ação está focada na terceira idade, com incentivo à realização do Check-Up Preventivo Digital na Melhor Idade. “A saúde bucal é fundamental para garantir a qualidade de vida. Doenças bucais não tratadas podem levar a doenças cardíacas e agravar casos de diabetes”, enfatiza a cirurgiã-dentista Shana Wiesel Müller. Neste contexto, as clínicas participantes também incentivaram as doações para a ASAN, conforme a lista de necessidades mensais da entidade. “Quem quiser se integrar à campanha ainda pode entregar sua a doação. Estaremos coletando até o dia 26 de abril nas das três clínicas participantes”, completa o cirurgião-dentista Helder Dettenborn.

Saiba mais

Homens e mulheres com mais de 60 anos devem realizar exames preventivos para manter a saúde em dia. O acompanhamento de um dentista que mantenha e controle a saúde bucal é primordial para garantir a qualidade de vida, pois doenças bucais não tratadas podem levar a doenças cardíacas e agravar casos de diabetes.

Os cuidados com a saúde bucal auxiliam na prevenção de infecções e de outros problemas que levam a dificuldades na mastigação.  Além disso, um sorriso bonito aumenta o bem-estar e melhora a qualidade de vida.

Doenças bucais mais comuns na Melhor Idade: Gengivite, Periodontite, Cáries e Boca Seca

Doenças agravadas por problemas bucais: Endocardite bacteriana, Câncer Bucal, Artrite e Diabetes

Lista de Doações ASAN:

Gêneros Alimentícios: 

– café em pó – chá diversos – leite – fermento biológico – melado- feijão – fermento químico – mel – sardinha – óleo de cozinha – geleia – biscoitos – canjica – proteína de soja – vinagre – sagu – frutas – lentilha – verduras – polpa de tomate – carnes – pipoca – suco – margarina – vinagre

Material de higiene: 

– sabão em pó – desodorante – desinfetante – aparelho de barbear – água sanitário – talco – shampoo – fraldas – amaciante – saco de lixo 100 L – detergente



Source link

57967-md.jpg

Mega triagem odontológica vai selecionar jovens de baixa renda … – Itu.com.br


Centenas de adolescentes poderão fazer tratamento gratuito.

Mega triagem odontológica vai selecionar jovens de baixa renda em Itu
Serão selecionadas adolescentes com idades entre 11 e 17 anos


No dia 28 de abril (sexta-feira), data em que se comemora o Dia Mundial do Sorriso, o programa Dentista do Bem, da OSCIP Turma do Bem, irá selecionar centenas de jovens de baixa renda para receber tratamento odontológico gratuito. Na ocasião, será realizada a 5ª edição da Maior Triagem Odontológica do Mundo. A ação, resultado da parceria entre Oral-B e Turma do Bem, acontecerá simultaneamente em mais de 300 munícipios do Brasil, outros 10 países da América Latina e Portugal.

Em Itu, a triagem acontece na Escola Estadual Bene Teixeira da Fonseca do Amaral Gurgel, localizada na Alameda da Felicidade, bairro Cidade Nova, das 8h30 às 17 horas.

O objetivo do evento é identificar adolescentes de baixa renda, que necessitam de tratamento odontológico e proporcionar-lhes qualidade de vida por meio do acesso à saúde bucal. “Um adolescente que não tem possibilidade de ir ao dentista e de cuidar da boca, será um adulto infeliz. Isto porque quem sente dor não estuda, não brinca, não consegue um bom emprego, não beija na boca e se afasta dos amigos. O acesso à saúde bucal de qualidade faz com que esses jovens sejam incluídos novamente na sociedade”, afirma o coordenador regional voluntário da TdB, Dr. Garbes Marcos C Grespan.

No Brasil, segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), 20 milhões de brasileiros nunca foram ao dentista e 68% não sabem que têm direito a tratamento odontológico público. Além disso, de acordo com dados da Oral-B, o consumo médio de escova de dentes no Brasil é de 1,9 escovas/ano* – muito distante da recomendação de 4 escovas/ano, respeitando-se a orientação de troca a cada 3 meses, por questões de higiene e razões funcionais.

Para Garbes, esse cenário é resultado de um descaso histórico com a questão da odontologia. “As pessoas continuam sofrendo para ir ao dentista.” Foi o que aconteceu com Altair Clemente. Em 2014, ele estava desempregado e buscou atendimento no Sistema Único de Saúde para o filho Lucas, sem sucesso. “Havia cortados todos os gastos em casa. Não tínhamos condições de ir ao dentista. Ele estava com vergonha dos dentes, tortos, separados. Procurei o posto de saúde, e não tinha vaga. Foi quando fiquei sabendo da Megatriagem 2014 da Turma do Bem. O Lucas foi examinado e depois recebeu o tratamento completo”, conta.

Dois anos depois, em 2016, foi a vez do filho mais novo conseguir ajuda. “Em 2014 o Thiaguinho tinha menos de 11 anos, por isso não pôde entrar no projeto. Ano passado porém, a gente ficou sabendo que teria mais uma Megatriagem. Não tive dúvida, peguei ele pela mão e levei até o MASP (local onde aconteceu a triagem de São Paulo). Hoje vejo meus filhos felizes, sorridente e falando com as pessoas sem vergonha. Isso não tem preço”, afirma Altair.

A triagem


O processo é simples, rápido e não invasivo: o dentista faz um exame visual da condição bucal de cada jovem e preenche uma ficha com dados sobre a saúde bucal e a condição socioeconômica da família.

A seleção

Após a triagem, é elaborado um dossiê de cada criança e adolescente com a ficha de avaliação, uma cópia do comprovante de residência e a autorização dos pais ou responsáveis para que o tratamento seja realizado. A seleção é feita por meio da aplicação de um índice de prioridade, que beneficia as crianças e os adolescentes mais pobres, com problemas bucais mais graves e os mais velhos, que estão mais próximos do primeiro emprego. Cada selecionado recebe uma carta com o nome e o endereço do dentista voluntário que será responsável pelo seu tratamento; para facilitar o acesso, a TdB encaminha o beneficiário para o consultório mais próximo da sua residência.

O tratamento

Os dentistas voluntários atendem, em seus próprios consultórios, as crianças e os adolescentes selecionados até eles completarem 18 anos. Curativo, preventivo e educativo, o tratamento é totalmente gratuito e completo, incluindo, se necessário, radiografias, ortodontia, próteses e implantes, por exemplo.



Source link

fundamental-fazer-manutenção-principalmente-dos-dentes-que-sofreram-restaurações-profundas__Fotolia.jpg

A importância de um cirurgião-dentista – O Liberal (Assinatura)


Foto: Fotolia
É fundamental fazer manutenção, principalmente dos dentes que sofreram restaurações profundas

Bastante noticiado na mídia, o caso Renata Banhara – modelo recentemente submetida a duas cirurgias no cérebro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, por conta de uma infecção que aparentemente teve início em um dente – reacende a importância de fazer check-ups regulares com um cirurgião-dentista. Em vídeo divulgado, a modelo conta que fez um tratamento de canal há alguns anos e que, apesar de o procedimento ter sido realizado com sucesso, acabou formando uma infecção assintomática com o passar do tempo. Essa infecção teria se alastrado pelos ossos da face até chegar ao cérebro – deixando Renata em estado crítico de saúde.

De acordo com Manoel Machado, professor convidado da FAOA – Faculdade de Odontologia da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas) e professor da FOUSP, casos como o de Renata Banhara são raros, mas levantam uma questão importante: a relação existente entre problemas bucais e doenças que atingem outros órgãos – muitas vezes, vitais. “Há estudos que demonstram a presença de lesões ou problemas cardíacos de origem dental. Outros revelam maior índice de aterosclerose em pacientes portadores de infecções dentais crônicas. Também há casos de AVC (acidente vascular cerebral) relacionados a bactérias da cavidade oral. Enfim, é preciso destacar que o cirurgião-dentista atua justamente com procedimentos de combate à infecção e, até por isso, sua presença é fundamental em ambientes hospitalares”.

Machado afirma que, por adquirir grande conhecimento biológico, microbiológico e técnico, o cirurgião-dentista especializado em tratamento de canal (Endodontista) alcança alto grau de sucesso clínico em 89% – 92% dos casos. “Determinadas situações clínicas podem facilitar a infecção do sistema de canais radiculares e da própria região apical. Nestes casos, pode ser observada a formação de uma lesão de crescimento lento, gradual e assintomática, que muitas vezes pode resistir ao mecanismo imunológico e ao tratamento endodôntico convencional. Embora raras, essas lesões podem agravar o estado do paciente. Prevenção, neste caso, é palavra-chave. É fundamental fazer uma manutenção periódica, principalmente daqueles dentes que sofreram restaurações profundas, tratamentos endodônticos ou periodontais”.

Liberal Motors – BC

ISOLAMENTO. No tratamento endodôntico, professor Machado explica que é necessário realizar o isolamento absoluto do dente em questão para impedir que a saliva ou qualquer bactéria da cavidade oral penetre no sistema de canais radiculares. “A restauração dental deve ser realizada o mais rapidamente possível, a fim de blindar e manter a desinfecção. Esse é o ponto de partida para a recuperação do paciente”.

Fonte: Manoel Eduardo Machado, professor da FOUSP – Faculdade de Odontologia da USP



Source link

Costa Verde pode ganhar novos cursos universitários – A Voz da Cidade


ANGRA DOS REIS 

O vereador Zé Augusto informou, hoje (22), que esteve para cidade mineira de Juiz de Fora para buscar ofertas de ampliação e qualidade para os cursos universitários de Angra dos Reis. Segundo ele, uma importante instituição, que também atua na cidade de Petrolina, o procurou em busca de uma parceria para implementar cursos superiores da área de saúde no município. A visita aconteceu na última semana.

O parlamentar contou que a proposta da instituição é trazer uma Faculdade de Saúde para Angra dos Reis, ofertando inicialmente o curso de Odontologia e dentro do projeto de desenvolvimento institucional, em um prazo de cinco anos, os cursos de Fisioterapia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia e Bioquímica.

“Esta universidade está buscando um imóvel para instalar -se em Angra e acredito que a Prefeitura possa ceder um prédio para eles, como já faz com outras instituições”, contou.

“Pelo cronograma da empresa, após a assinatura do convênio, em um prazo de quatro meses eles já estarão oferecendo cursos de pós-graduação na área de odontologia, para qualificar ainda mais os dentistas de nossa cidade e formar novos professores especialistas. Na unidade de Juiz de Fora, 98% dos docentes foram formados pela própria instituição”, explicou Zé Augusto, lembrando ainda que esta universidade é muito bem avaliada pelo Ministério da Educação.

Além da formação de novos profissionais, a chegada de um Centro de Referência em Odontologia em Angra terá grandes benefícios sociais, uma vez que uma clínica será construída pela instituição para o treinamento de seus alunos e consequentemente o atendimento da comunidade. Em Juiz de Fora são realizados mais de quatro mil procedimentos gratuitos por mês. O coordenador da instituição, Dr. André Luiz Barbosa, explicou o impacto de uma faculdade como esta em uma região.

“O Centro de Referência em Odontologia é uma faculdade de graduação e pós graduação que oferece cursos em todas as especialidades da odontologia. Nosso aluno entra aqui egresso do Ensino Médio e sai especialista na área que ele escolher. A presença de um Centro como este traz muitos benefícios para uma cidade, já que o ensino destes alunos traz como consequência um atendimento muito grande para a população. Todos estes procedimentos são acompanhados por especialistas. Em Juiz de Fora, onde atuamos há dez anos, são atendidos cerca de 1500 pessoas por semana e isso causa um impacto social importante em toda a nossa região”, explicou o Coordenador.

Nos próximos dias, o presidente da Câmara, Zé Augusto, conversará com o prefeito de Angra, Fernando Jordão, para tratar da viabilização do convênio com a instituição de ensino.

 



Source link

clinica-dentista.jpg

CRO acusa clínica de Várzea Grande de exercício ilegal da … – Circuito Mato Grosso


CRO acusa clínica de Várzea Grande de exercício ilegal da odontologia

 

Foto: Assessoria CRO 

Fiscais do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT) verificaram mais um caso de exercício ilegal da profissão no Estado. Desta vez, no município de Várzea Grande (Região Metropolitana da Capital). A ação – que contou com o apoio da Polícia Militar – é resultado de denúncia via telefone e e-mail ao Conselho.

A vistoria ocorreu na tarde desta segunda-feira (17) e resultou na condução de T. S. R. – que atua na referida clínica. localizada na rua Ary Paes Barreto, no bairro Cristo Rei  – para prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia Judiciária Civil.

Na clínica, a suposta falsa dentista realizava diversos procedimentos relacionados à área de atuação dos cirurgiões-dentistas como, por exemplo, a manutenção de aparelhos ortodônticos sem a devida habilitação e inscrição no Conselho.

Segundo o responsável pelo setor de fiscalização do CRO-MT, Renato Moraes, apesar da falta de flagrante, T. S. R. assumiu que não possui graduação na área. “Em um primeiro momento, falamos com o setor administrativo e com o responsável técnico pelo estabelecimento, que negou a existência da ‘prática’ em seu quadro de colaboradores. Contudo, após perguntarmos novamente, a mesma foi localizada na clínica e confessou a atuação”, explica.

Moraes complementa que, após verificação e constatação da falta de inscrição no Conselho, realizada em tempo real, a mulher foi encaminhada para a Delegacia, que irá tomar as medidas cabíveis. Na clínica, também foram constatadas outras irregularidades envolvendo o quadro de auxiliares – que não apresentam inscrição no Conselho. O responsável técnico pelo estabelecimento foi notificado para regularização.

Denúncias

O CRO-MT apura, por meio de denúncias recebidas, infrações às leis que regulamentam as profissões que compreendem seu quadro de inscritos e o Código de Ética Odontológico. Todo cidadão pode comunicar supostas irregularidades ao Conselho – inclusive, de forma anônima. 

Uma das formas de evitar ser atendido por um falso profissional é recorrer ao site do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT). A página permite que as pessoas façam pesquisas, usando o nome do profissional, para saber se ele está devidamente registrado no órgão. 

Para a realização de denúncias basta que sejam informados dados do denunciado que possibilitem a sua identificação e localização para apuração dos fatos. Além disso, é necessária a narração detalhada do ocorrido, bem como o envio de documentos comprobatórios da irregularidade, caso possua – como, por exemplo, folders e fotografias. 

Após a denúncia, a equipe de fiscalização do Conselho irá a campo para constatar a veracidade das informações e tomar as providências cabíveis, conforme prevê o Código de Ética. 

Vale destacar que as denúncias sobre a suspeita de atuação clandestina e demais irregularidades podem ser feitas pelo telefone0800 723 2510 / (65) 3644-2002, por e-mail (fiscal@cromt.org.br) ou por meio do site do CRO-MT, de forma anônima. 

Legislação

De acordo com a Lei nº 5.081/66, o exercício da Odontologia só poderá ser praticado por cirurgiões-dentistas habilitados, com diploma de graduação e registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO) do Estado. O Código Penal, em seu artigo 282 pune o exercício ilegal da Odontologia sem habilitação ou diploma com uma pena de seis meses a 2 anos de prisão e cumulada à multa. 

O outro lado

Ao site Mato Grosso Mais, o advogado da clínica, Brendo Barbosa Silva, negou que uma funcionária da empresa tivesse atuando como dentista no local. “Ele acusou o Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso de dar informações truncadas à imprensa sobre uma fiscalização que ocorreu na tarde de ontem na clínica e disse que vai acionar o presidente do CRO para que o mesmo faça uma retratação pública, já que as informações divulgadas pelo Conselho atingiram a imagem da empresa”, diz o site.

O advogado ainda teria afirmado que nem a clínica nem a funcionária foram notificados sobre a suposta denúncia de exercício ilegal da profissão na empresa.

Com Assessoria



Source link